Cerca de 25 mil pessoas vão caçar Pokémons em evento internacional em Porto Alegre

 

Foto: Alina Souza

Cerca de 25 mil pessoas irão “caçar” Pokémons desta sexta até domingo na região da orla do Guaíba, em Porto Alegre. O evento mundial será realizado nos três dias das 10h às 18h e promete mobilizar a região central da cidade. Já a partir das 8h30min desta sexta-feira terão início os bloqueios no trânsito na Edvaldo Pereira Paiva (Beira-Rio) entre a rótula da Orla, perto da Usina do Gasômetro, até o estádio Beira-Rio. A interrupção e desvios seguirão até domingo à noite. A orientação da Empresa Pública de Transporte e Circulação é que os participantes utilizam transportes alternativos, uma vez que existe limitação de estacionamentos na região. 

Essa é a primeira edição do evento internacional Pokémon Go Safari Zone na América do Sul. Até agora foram realizadas quatro edições, que ocorreram na Alemanha, Japão, Estados Unidos e Taiwan. Segundo o vice-presidente da Desenvolvimento de Negócios da Niantic, Omar Tellez, serão investidos mais de 300 mil dólares, porque a empresa é responsável por todos os custos da realização do jogo. Está previsto o reforço na segurança na região.

Ele ressaltou que Porto Alegre foi escolhida, entre outras características, pela “impressionante” área da Orla do Guaíba, que oferece as condições ideais aos participantes. Para ter uma dimensão do evento, o evento recebeu mais de 100 mil inscrições, sendo que 25 mil foram aceitas. Cada participante recebeu um código e poderá participar apenas durante um dia. O acerto, na avaliação dele, também ficou evidente na quantidade de inscritos, que superou as expectativas.  Do total, cerca de cinco mil vieram de fora do país apenas para participar do Safari Zone.  

O Pokémon Go é um jogo de aplicativo em que os participantes “caçam” os pokémons. Para o evento, a empresa está prometendo surpresas. Uma das promessas é a aparição de alguns considerados “raros”, como o Unown, que imita letras do alfabeto. Ele não pode ser encontrado em nenhum lugar do mundo e aparece apenas nos eventos que a empresa decide liberá-lo. 

Em nome dos jogadores do Pokémon Go, o diretor comercial da Rádio Guaíba, Luis Grisólio,  ressaltou que esse evento pode ser comparado a “Copa do Mundo”. “Muitas pessoas ficaram tristes por não conseguir o convite, mas “como num jogo, se ganha e se perde”. Ressaltou que a impressão inicial era de que seria um evento de pequeno porte. “Estamos surpreendidos positivamente”, comemorou. 

Segundo o prefeito Nelson Marchezan Júnior, essa é uma oportunidade única para a cidade, por trazer uma grande visibilidade. “Este é mais um grande evento internacional realizado na cidade. Ajuda assim a promover e consolidar Porto Alegre como destino para estes encontros. É mais uma oportunidade para divulgar a cidade mundialmente”, ressaltou. Além disso, disse apoiar que o evento entre no calendário da cidade e seja realizado anualmente. 

por Mauren Xavier

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *